O Policial Militar Paulo Kennedy Souza da Silva, 47, foi preso após descumprir medida protetiva de urgência para tentar matar ex-companheira dele, uma mulher de 51 anos. O caso aconteceu na noite de segunda-feira (10/08), por volta das 21h30 bairro Nova Cidade, zona norte da capital. A filha do casal presenciou todo o ato criminoso.

Segundo a delegada Acácia Pacheco, titular da Delegacia Especializada em Crimes Contra à Mulher (DECCM), os dois estavam separados há cerca de sete meses. E, após diversas ocasiões em que o indivíduo insistia em importuna-la, a mulher teve medida protetiva de urgência concedida em seu favor. Entretanto, na noite de ontem, o PM foi até a residência da vítima, ocasião em que a ameaçou e efetuou vários disparos de arma de fogo na direção da mesma.

Conforme Acácia, a filha do casal presenciou todo o ato criminoso. Após ser preso por policiais militares, o homem foi encaminhado à DECCM da zona centro-sul, onde foi autuado em flagrante por feminicídio tentado e descumprimento de medidas protetivas de urgência, no âmbito da violência doméstica. Após os trâmites na unidade policial, o indivíduo ficará detido no Batalhão da Polícia Militar (BPM), onde ficará à disposição da Justiça.

 

Nota da Polícia Militar do Amazonas (PMAM)

Em resposta a solicitação de nota, envolvendo um sargento da corporação suspeito de tentar efetuar disparos de arma de fogo contra sua ex-companheira, informamos que a Polícia Militar está apurando todas as circunstâncias ligadas dos fatos.

Ressaltamos que a Corporação que preza pelo dever de servir, proteger e preservar os direitos individuais e coletivos dos cidadãos amazonenses, não compactua com abusos e excessos que contrariem a lei e a ordem.

Salientamos que a Diretoria de Justiça e Disciplina (DJD), deverá instaurar um procedimento administrativo, onde todos os elementos apresentados durante o processo investigatório serão apurados na forma transparente que o caso requer.

Enfatizamos ainda, que o militar está detido no Núcleo do Presídio da Polícia Militar, e será submetido na tarde desta terça-feira (11/08), a audiência de custódia seguindo os procedimentos exigidos pelo Tribunal de Justiça do Amazonas.