O corpo de Darlisson Marinho Pontes foi abandonado na porta do Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Joventina Dias, no bairro da Compensa. De acordo com a 8ª Companhia Interativa de Polícia (Cicom), o suspeito de ter cometido o crime é o próprio irmão da vítima. Darlisson tinha 30 anos.

Conforme a polícia, o corpo dele foi colocado em frente ao SPA por uma caminhonete, por pessoas não identificadas. No entanto quando foi atendido pela equipe médica foi constatado que Darlisson já estava sem vida.

De acordo com relatos de testemunhas à polícia, o crime teria ocorrido na rua 8, conjunto Vila Marinho, bairro Compensa 3. De acordo com um vizinho, a vítima era filho adotivo da família e agredia os pais que mesmo diante da violência acabavam o perdoando. No entanto o filho legítimo não aceitava e passou a ameaçar Darlisson de morte caso continuasse agredindo os genitores.

Na manhã de hoje (29), Darlisson supostamente teria agredido a mãe. Então o irmão com uma arma caseira fez disparos no tórax e cabeça da vítima. A mãe muito abalada esteve no SPA.

A polícia civil vai investigar, ouvir as testemunhas para entender se foi realmente isso que aconteceu.