O deputado democrata Eliot Engel, presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Estados Unidos, chamou ontem no Twitter de “vergonhosa e inaceitável” a interferência da família Bolsonaro nas eleições estadunidenses, afirmando que eles precisam ficar fora delas. A declaração veio após o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) compartilhar no domingo (26) um vídeo da campanha à reeleição do presidente Donald Trump. Nas imagens, lideranças democratas como Hillary Clinton, Bill Clinton e Barack Obama aparecem intercalados com a seguinte mensagem: “Primeiro eles te ignoram. Depois, riem de você. Depois o chamam de racista. Seu voto vai mostrar que eles estão todos errados”