Interditado desde o dia 22 de março devido a pandemia da Covid-19, o Complexo Turístico Ponta Negra, na zona Oeste, recebeu serviços de manutenção pela Prefeitura, incluindo um trabalho na praia perene. Uma equipe formada por técnicos e engenheiros de secretarias municipais iniciou um serviço programado no último sábado (23), a ser concluído nesta segunda-feira, 25/5. “Esse trabalho de manutenção é feito periodicamente no espaço. E, durante esse período de pandemia, a Comissão da Ponta Negra identificou duas grandes erosões em toda a extensão da praia que necessitavam de uma atenção especial e de reparos”, explicou o diretor-presidente do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), Cláudio Guenka, que acompanhou, na manhã desta segunda-feira, a ação de manutenção e nivelamento.

Equipes técnicas do Implurb e da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) realizaram a correção de erosão provocada pelas fortes chuvas e movimentação das águas do rio Negro durante vazante e cheia, assim como o nivelamento da areia na área do balneário. “O trabalho feito no Complexo Turístico da Ponta Negra visa a manutenção do calçadão e da praia para, quando a pandemia passar, nós possamos usufruir e oferecer um ambiente seguro a todos”, ressaltou Guenka. A praia perene foi entregue durante a obra de requalificação da primeira etapa da Ponta Negra, no ano de 2012.

Com um traçado sinuoso, que lembra o Encontro das Águas dos rios Negro e Solimões, o calçadão tem desenhos em pedras portuguesas, semelhante aos que foram usados pelo paisagista Burle Max. Desde 2011, a praia não desaparece mais sob as águas do Negro, durante a cheia dos rios. A técnica perene foi a mesma usada em praias famosas como de Copacabana, no Rio de Janeiro, e nas ilhas artificiais de Dubai, nos Emirados Árabes.

Medida preventiva

O Complexo está com o parque e a praia interditados desde o dia 22 de março, em razão das determinações decorrentes para as medidas de isolamento social diante da pandemia do novo coronavírus, visando proteger a população do contágio do Covid-19 e evitar aglomerações. A medida é parte das determinações e decretos do prefeito Arthur Virgílio Neto para salvaguardar a população, alertando ao cidadão para escolher o lado da vida, não se expor ao vírus e fazer o isolamento.

A Prefeitura de Manaus instalou, ainda, na Ponta Negra a nova campanha de alerta para os riscos de o cidadão estar na rua passeando, não fazendo o isolamento social recomendado pelas autoridades de saúde. As peças publicitárias trazem a estimativa de sepultamentos para maio e pedem para a população ficar em casa, escolhendo o lado da vida, não se expondo.

Responsável pela administração do espaço, o Implurb já fez a redução da energia de áreas do parque, do skate até o estacionamento recuado. O calçadão também teve as luzes reduzidas, para evitar a aglomeração de pessoas e o uso para caminhadas e corridas. Peças publicitárias foram criadas para orientar frequentadores, que este momento não é de passear no parque.