A entidade sem fins lucrativos Medical Detection Dogs (cães de detecção médica, em inglês) já treinou cães para detectar o cheiro da malária, de câncer de próstata e da doença de Parkinson. A instituição planeja fazer testes com o vírus causador da covid-19 com a Universidade de Durham e a Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres (LSHTM), ambas no Reino Unido.

A chefe de ong, Claire Guest, disse que precisa descobrir como “capturar com segurança o odor do vírus dos pacientes”.

“A princípio, temos certeza de que os cães poderiam detectar a covid-19”, disse ela.

‘Rápido e eficaz’

Se isso for comprovado, os cães podem ser usados para rastrear qualquer pessoa, incluindo aquelas sem sintomas. “Isso seria rápido, eficaz e não invasivo e garantirá que os recursos limitados de testes do NHS (o sistema de saúde público britânico) sejam usados apenas onde forem realmente necessários”, disse Guest.

O professor James Logan, chefe de controle de doenças da LSHTM, disse que a pesquisa mostrou que os cães podem detectar o odor da infecção da malária com um nível de precisão “acima dos padrões da Organização Mundial de Saúde para um diagnóstico”.

Para que eles comecem a ser treinados, no entanto, ainda falta a conclusão dessas pesquisas iniciais.