Uma babá safadinha foi condenada a 30 meses de prisão por engravidar de um menino de 13 anos a quem ela deveria cuidar. Leah Cordice apareceu nas manchetes dos jornais esta semana. A “própria” vítima relatou o caso à polícia. Leah afirmava para o namorado que o filho que ela esperava era dele. Coitado do corno.

A babá e o adolescente teriam feito sexo em, pelo menos, cinco situações. O caso veio a tona em julho de 2018, após o rapaz revelar o caso para a polícia.  Em janeiro de 2017 Leah casou com seu então namorado e teve o filho, que na verdade é do menino. No julgamento, a defesa alegou que a jovem na época tinha apenas 17 anos e era imatura. A juíza afirmou que o rapaz hoje sofre com “inseguranças crônicas” devido ao trauma. Leah foi classificada como agressora sexual e condenada a 30 meses de prisão. A criança foi levada para um abrigo.

 

EM BERURI…

Em Beruri, Amazonas, uma tia de 69 anos introduzia seus sobrinhos na vida sexual. Marlene Rocha dos Santos, agricultora do Rio Purus, até sua morte em abril deste ano, gabava-se de ter tirado a virgindade de todos os sobrinhos e afilhados.

Segundo relatos, a Tia Malu fazia fila com a meninada em sua casa na comunidade do Ayapua, todas as noites. Fazia a famosa “Geral” com a galera. Mas nunca engravidou de nenhum.